Terra Abençoada. Povo Hospitaleiro.

– Mira Estrela

O município de Mira Estrela está localizado na região Noroeste do Estado de São Paulo, Região Administrativa de São José do Rio Preto. O município é ligado pela rodovia SP 527 (Mira Estrela a Fernandópolis), e por duas vicinais asfaltadas (Indiaporã e Cardoso). A principal rodovia de acesso é a SP 527, denominada Rodovia Cândido Brasil Estrela. A área do município é de 217,8 km², sendo que a zona urbana é de 604.517,15 Km².

O nome “Mira Estrela” foi originado de “Mirassol”, por analogia, pois Cândido Brasil Estrela e os Irmãos Castrequini eram todos de Mirassol. Cândido Brasil Estrela desejou lembrar, aqui, sertão adentro, na marcha para Oeste, o nome da inesquecível terra do seu coração.

Em 1.915 a região era de mata densa, ainda despovoada, tendo várias espécies de animais silvestres como habitantes, contava apenas com um único morador o Sr. Manuel Gonçalves, comumente conhecido como Manuel Abóbora, vindo da cidade de Barretos fixou-se no Córrego da Capituva.

Em 1.924 o Sr. Cândido Brasil Estrela que possuía uma fazenda em Mirassol, onde residia com sua Família, pretendia expandir-se para formar grandes lavouras de café na região, resolveu então contratar 200 peões, coisa difícil para época conseguir este montante de trabalhadores, porém conseguiu esta façanha e vieram abrindo estradas até atingir o objetivo desejado.

Cândido Brasil Estrela, fixou residência no Córrego de Ouro Verde, construindo ali uma colônia para que fosse feita a derrubada das matas ainda virgens e desse início a sua tão sonhada lavoura de café a qual pretendia chegar a 1.000.000 pés.

Só que em 1.929 o sonho foi interrompido com a maior crise econômica já conhecida na história do Capitalismo e se continuasse correria o risco de tudo perder, pois o café perdera intensivamente o seu valor. Optou então, por retornar a sua terra natal, Mirassol, aguardando o final da crise, deixando aqui o Capitão Delfino para que tomasse conta de sua fazenda.

Em 1.941 a Família Castrequini, família de renome e de grande valor pessoal, a convite do Sr. Cândido, vieram para Mira Estrela trazidos pelo caminhão gigante dos irmãos Castrequini, guiado por Benedito Castrequini e juntos reiniciaram a abertura da fazenda que era mais ou menos de 4.000 alqueires e destes foram vendidos 400 alqueires para a família Castrequini, e subdivididos entre os membros da família.

Abaixo, a integra do início da Ata lavrada pelo Sr. Cândido Brasil Estrela do dia que foi um marco memorável na história do Município.

“Aos 21 de Fevereiro de 1.941, Sexta-feira, das 14 às 16 horas, realizou-se a solenidade da fundação de “Mira Estrela”, com o levantamento de um grande cruzeiro, um terço religioso dirigido por Pascoal Castrequini, acompanhado pelos presentes e um discurso feito por Cândido Brasil Estrela, intitulado: “Símbolo de fé e de progresso”, encerrando o ato inaugural”.

Ficou estabelecido que a cidade seria construída exatamente onde foi demarcada inicialmente com o Cruzeiro, no ponto mais alto entre os Córregos do Cervo, Taquari e Aroeira, na divisa das glebas de propriedade de Cândido Brasil Estrela, dos irmãos Castrequini e Manoel Estrela Matiel. Foi escolhido como Padroeiro da cidade, São Bom Jesus.

Para incentivar a permanência das pessoas na região instituiu-se a Fundação Cândido Brasil Estrela, criada em 03 de Outubro de 1.952, sendo designado o Sr. Drausio Medina Estrela, para seu primeiro provedor, sendo nesta data Mira Estrela também elevada à condição de Vila. O patrimônio econômico da Fundação constituiu-se de inúmeros imóveis em Mirassol e Mira Estrela, tendo esta Fundação como objetivo dar um impulso e revigorar o crescimento de Mira Estrela, constituir uma nova etapa e ampliar as perspectivas de vida de seus moradores.

Logo em 31 de Dezembro de 1.958, passou a Distrito de Paz.

Mira Estrela teve sua Emancipação Política Administrativa publicada no Diário Oficial da União no dia 28/02/64 e somente foi elevada a Município no dia 21/03/65, e teve como seu primeiro Prefeito o Sr. Paschoal Castrequini.

Agradecimentos aos imigrantes e seus descendentes que muito contribuíram para o crescimento e o progresso do Município, possibilitando um ganho significativo não só na troca de experiências como também na incorporação de outros valores culturais, tornando-o conhecido e intitulado no ano de 1.999 pela ONU (Organização das Nações Unidas) como sendo uma das melhores cidades do Brasil para se viver.

Ouça nosso hino

Nosso hino e orgulho municipal.

Oh mira estrela/
De natureza explendorosa/céu intenso/
Linda estrela tão formosa/
Lugar de beleza imensa;
Terra agraciada/fruto de esperança/
Gente que trabalha com amor e não se cansa.
Cidade de um povo hospitaleiro/
Teu passado vive em nossa memória;
Nos espelhamos no exemplo
Daqueles que fizeram tua história.
Oh minha estrela iluminada
Cintilas em céu cor de anil;
Oh mira estrela adorada/
Por todos amada/
Fulguras em nosso brasil….(cheia de cores mil…)
Nossa terra abençoada/estrela da nossa região;
Cidade amada/querida/feliz de quem te habita/
Moras no meu coração.

Autores: Luciano Monteiro Perdigão Pereira e Célia Lopes
Arranjo: Orivaldo Grandizoli